FUTEBOL DE CAMPO

FUTSAL

SELEÇÃO BRASILEIRA

Mais Esportes

CONFIRA MAIS

Galeia de Imagens









Mascotes das Olimpíadas visitam o Maracanã

Tomaz Silva/Agência Brasil
Rio de Janeiro- RJ, Brasil-  Mascotes que marcaram a história das Olimpíadas visitam o Estádio Maracanã e posam para fotos com as crianças da Vila Olímpica de Santa Cruz

Rosberg supera Hamilton e garante pole na corrida decisiva

Andrew Hone/ Pirelli
Abu Dhabi- Emirados Árabes- Nico Rosberg sairá na frente do líder do campeonato Lewis Hamilton neste domingo, no GP de Abu Dhabi. Na disputa pelo título, que será definido nesta prova, o alemão ganhou uma vantagem para ser campeão pela primeira vez. Neste sábado, nos Emirados Árabes Unidos, Rosberg dominou as ações e cravou 1min40s480, sua 11ª na temporada. Além disso, Hamilton errou e não conseguiu manter a liderança que teve nas outras parciais. Felipe Massa sai em quarto, atrás de seu companheiro de equipe Valtteri Bottas.

3ª Rodada do Municipal de Campo de Canguçu

Nova Gonçalves recebe os confrontos entre Aliança e Canguçuense

Neste domingo (23) acontece a 3ª rodada do Campeonato Municipal de Futebol de Campo de Canguçu organizado pela Associação Canguçuense de Futebol de Campo,  cinco estádios movimentando as equipes participantes.

Confira as partidas:

Jogos da rodada: 

Sarandi x Posto Branco - Chave A
3 de Outubro x Remanso - Chave A
Aliança x Canguçuense - Chave B
Cruzeiro x Itararé - Chave B
 
 Folgam: Cristal (chave A) e Verona (Chave B)
 
Ingressos:
Masculino: R$ 5,00
Feminino: R$ 3,00

Trianon perde a invencibilidade na Copa Região Sul



Em uma partida digna de decisão de campeonato as equipes de Arroio Grande/I. Laçador e Trianon/Canguçu brindaram o publico presente ao Ginásio Municipal de Arroio Grande nesta última sexta (21) com uma grande apresentação.

O placar de 6x4 mostra muito bem o quanto igual foi a partida, pelo lado dos donos da casa Rafael Almeida ajudou a equipe de Arroio Grande a manter-se na ponta da tabela de classificação, já a equipe de Canguçu teve  Miloda, Rodrigo Muller, Rangel e Marcelinho os nomes da partida inclusive com um gol cada na partida.

Em seu próximo compromisso na competição a equipe do Trianon enfrenta a Abaf  em Canguçu no dia (28).

28/11 20:30 hs Sub 11 Canguçu Trianon X Abaf
28/11 21:,30 hs Adulto Canguçu Trianon XAbaf

Com informações de Darlia Nunes

Capoeira de roda deve ser reconhecida como Patrimônio Cultural da Humanidade


Dança, luta e símbolo de resistência, a capoeira de roda deverá ser reconhecida como Patrimônio Cultural da Humanidade pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco). Na semana que vem, em Paris, o Comitê Intergovernamental para a Salvaguarda do Patrimônio Cultural e Imaterial da Unesco anuncia sua decisão. Foram feitos 46 pedidos de registro pelos Estados-Membros, sendo que 32 foram recomendados pelo órgão técnico do comitê, entre os quais está o da capoeira – o único apresentado pelo Brasil e um dos três bens da América Latina na lista. No dossiê de candidatura, de 25 páginas, o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) enumera uma série de ações para difundir a modalidade e propõe medidas de salvaguarda orçadas em mais de R$ 2 milhões, como a produção de catálogos e encontros. O documento destaca que o registro vai favorecer a consciência sobre o legado da cultura africana no Brasil e o papel da capoeira no combate ao racismo e à discriminação. O dossiê lembra que a prática chegou a ser considerada crime e foi proibida durante um período da história.

 Hoje, a capoeira é praticada até fora do país. “A capoeira é uma manifestação cultural de muitas dimensões. É ao mesmo tempo luta, dança e jongo, tão ligada à nossa história, à nossa sociedade, que é um pouco do que é o povo brasileiro”, explicou a diretora do Departamento do Patrimônio Imaterial do órgão, Célia Corsino. Já reconhecida como patrimônio cultural pelo Iphan desde 2008, a capoeira envolve os praticantes por meio do canto, dos instrumentos típicos como o berimbau e o atabaque, em uma roda, onde os golpes se confundem com a dança. Uma prática que é, ao mesmo tempo, jogo e brincadeira. 

“A capoeira não é só um jogo, a capoeira é muito mais do que isso, a história da capoeira se confunde com a própria história do país, já foi utilizada até em guerra, como a do Paraguai”, diz mestre Paulinho Salmon, capoeirista e professor por mais de 50 anos. Ele faz parte de um comitê de mestres de capoeira no Rio que discute medidas de salvaguarda com o Iphan. Os pedidos dos mestres para proteger a capoeira e seu aval para registrá-la como patrimônio da humanidade também foram levados em conta no dossiê entregue à Unesco. 



Entre eles, a possibilidade de a capoeira se tornar disciplina obrigatória nas escolas e nos encontros de troca de conhecimento. Segundo mapeamento do Iphan, a modalidade é praticada por todo o país. No documento que recomenda o registro, o comitê técnico da Unesco destaca que a capoeira nasce da resistência contra a discriminação e favorece a convivência social entre pessoas diferentes. 

“[A roda] funciona como uma afirmação de respeito mútuo entre comunidades, grupos e indivíduos e promove a integração social e da memória da resistência à opressão histórica.” No pedido, o Iphan também cita ações como o registro nacional da capoeira de roda como um bem cultural, a criação de grupos de trabalho, encontros e o prêmio Viva Meu Mestre, desenvolvidos com a sociedade civil e órgãos de governo. Para o futuro, como patrimônio da humanidade, são sugeridas medidas para promover a capoeira, contextualizá-la como legado africano no Brasil, além de mapear as rodas e seus mestres. Conhecido como um dos maiores portos de desembarque de africanos, o Brasil organiza para 2015 o pedido de registro como patrimônio da humanidade do Cais do Valongo, no centro do Rio de Janeiro. 

Estima-se que o país tenha recebido 40% de todos os africanos escravizados que chegaram vivos às Américas e, desses, cerca de 60% entraram pelo Rio de Janeiro, segundo o antropólogo e fotógrafo Milton Guran, do Comitê Científico Internacional do Projeto Rota do Escravo da Unesco. O Cais do Valongo é considerado sagrado por religiões de matriz africana.

Fonte: Abr


Grêmio Esportivo Lourenciano sedia terceira rodada do Campeonato Municipal de Futebol


A terceira rodada do Campeonato Municipal de Futebol será disputada no domingo (23), a partir das 10h30min, no Estádio Homero Ferreira, casa do Grêmio Esportivo Lourenciano. A equipe da casa enfrenta o Esporte Clube São Lourenço, na disputa do grande clássico, às 17h30min.

A primeira partida do dia ocorre às 10h30min, entre o Grêmio Esportivo Reservense e o Olaria Futebol Clube. Às 13h30min, o Esporte Clube Boa Vista enfrenta o Esporte Clube Faixa Azul. O Coqueiro Futebol Clube joga contra o Esporte Clube Cantagalo a partir das 15h30min.

Os ingressos custam R$ 3 e mulheres e crianças não pagam. A competição é realizada pela Prefeitura, através da Coordenadoria Municipal de Desporto, e conta com o apoio da Associação Pró-Desenvolvimento do Desporto (APDD) e da Associação Colonial Esportiva Lourenciana (ACEL).

Select Menu