FUTEBOL DE CAMPO

FUTSAL

SELEÇÃO BRASILEIRA

Mais Esportes

CONFIRA MAIS

Galeia de Imagens




Seguro Viagem Europa


São Lourenço do Sul - Municipal de Campo 2014


A primeira rodada do 2º Campeonato Municipal de Futebol reuniu um grande número de torcedores no campo do Coqueiro Futebol Clube, no interior de São Lourenço do Sul, durante o domingo (28). A equipe da casa, Coqueiro F. C. venceu o campeão da primeira edição da competição, o Esporte Clube São Lourenço, por 1 a 0, com gol de Lucas Bob, no jogo de encerramento da primeira rodada.
Pela manhã, o Grêmio Esportivo Lourenciano, vice-campeão da primeira edição, venceu o Olaria Futebol Clube, por 2 a 0, com gols de Sandrinho. Em seguida, o Esporte Clube Cantagalo venceu o Esporte Clube Faixa Azul, por 2 a 1. Jaime e Rogério Marth marcaram para o Cantagalo e Tiago para o Faixa Azul.
O Grêmio Esportivo Reservense venceu o Esporte Clube Boa Vista por 2 a 0, com gols de Marquinhos Bork e Everton. A segunda rodada será disputada no domingo (12), a partir das 10 horas. Os ingressos custam R$ 3 e mulheres e crianças não pagam. Nesta edição, serão disputadas 12 rodadas.
Confira as partidas da segunda rodada do Campeonato Municipal de Futebol:
10h – Esporte Clube São Lourenço x Esporte Clube Faixa Azul
12h – Coqueiro Futebol Clube x Grêmio Esportivo Reservense
14h – Olaria Futebol Clube x Esporte Clube Cantagalo
16h – Esporte Clube Boa Vista x Grêmio Esportivo Lourenciano
Na noite de sexta-feira (26), foi realizado o jantar de lançamento da segunda edição do Campeonato Municipal de Futebol. Na ocasião, a Prefeitura, através da Coordenadoria Municipal de Desporto, homenageou os nove clubes participantes da primeira edição do campeonato.
Aproximadamente 200 atletas estão inscritos. As partidas serão disputadas em oito rodadas, cada uma na casa de uma equipe. Se classificam as quatro equipes melhores para as semifinais em jogos de ida e volta. A previsão é de que a final também seja realizada em dois jogos, na segunda quinzena de dezembro.
O Campeonato Municipal de Futebol, que integra a cidade e o interior em um clima festivo, é realizado pela Prefeitura, através da Coordenadoria Municipal de Desporto, e conta com o apoio da Associação Pró-Desenvolvimento do Desporto (APDD) e da Associação Colonial Esportiva Lourenciana (ACEL).
Confira mais imagens:

4º Seminário Futebol e Desenvolvimento Social


Acontece nestas terça (30) e quarta-feira (1º) o 4º Seminário Futebol e Desenvolvimento Social – Um Outro Futebol É Possível?, na Universidade do Vale do Rio do Sinos (UNISINOS). Organizado pelo Programa Esporte Integral da universidade, o evento tem apoio da Fundação de Esporte e Lazer do Rio Grande do Sul (FUNDERGS), do Movimento de Futbol Callejero e do Guerreiras Project.
O seminário será aberto às 19h30min desta terça, na claraboia da biblioteca da UNISINOS. A mesa de abertura, às 20h, será Futebol e Gênero. Na quarta-feira, o encontro recomeça às 8h30min e se estende ao longo do dia, até as 17h. As inscrições podem ser realizadas no site www.unisinos.br/eventos. Maiores informações pelo telefone 3590-8789.
Saiba mais
O que: 4º Seminário Futebol e Desenvolvimento Social – Um Outro Futebol É Possível?
Quando: terça (30), a partir das 19h30min, e quarta-feira (1º), a partir das 8h30min
Onde: terça, na claraboia da biblioteca, e quarta, no Complexo de Esportes e Lazer, da UNISINOS (Avenida Unisinos, 950, em São Leopoldo)
Inscrições prévias: www.unisinos.br/eventos
Quanto: gratuito
Programação
30 de setembro
19h30min – Solenidade de abertura
20h – Mesa de Abertura – Futebol e Gênero
- Programa Esporte Integral Unisinos – Mundial de Futebol de Rua e a Participação Feminina – Professora Andressa Allet e Grupo de Adolescentes do Programa
- Projeto Guerreiras Project: Justiça de Gênero Através do Futebol – Aline Pellegrino, ex-atleta de futebol, oito anos capitã da seleção brasileira de futebol feminino.
- Futebol Como Forma de Empoderamento de Mulheres – Professora doutora Silvana Vilodre Goelnner (ESEF/URFGS)
1º de outubro
8h30min – Palestra: a Participação de Mulheres em Torcidas de Futebol – doutor Marcelo Pizarro Noronha (UFRGS)
9h – Workshop Relações de Gênero e o Futebol – Guerreiras Project
10h30min – Coffee break
10h45min – Workshop Futebol Callejero – Programa Esporte Integral
13h30min – Mesa temática: Um Outro Futebol É Possível? – apresentação de cases de utilização do futebol em de diferentes espaços
- Cecília na Copa: a Copa do Mundo em Sala de Aula
- Clube UJR e FEEVALE – Projeto Futsal Social
- O Futebol no Programa Mais Educação
15h30min – Coffee break
16h – Sistematização dos conhecimentos
17h – Avaliação do evento

Túnel do Tempo - Registro Histórico do Itararé


Foto divulgada por  Ivete Possas da Silveira  em seu Facebook e que mostra alguns nomes que fazem parte da história do Itararé.

De trás pra frente:
Mirim - Jão - Charles - Pinto ou Tano? -

Classificados para as semifinais do Colonial da ACP 2014


Neste último domingo  (28) aconteceram os jogos de volta da fase quartas de final do Campeonato Colonial da Associação Colonial de Pelotas, hora de conferir os classificados para as semifinais da competição, veja abaixo as informações:

Resultado das Quartas de Final - Jogos de volta


No Grupelli

São José 1 X 3 Santa Irene - Seniores
Boa Esperança 2 X 2 Santa Irene - Reservas - Pênaltis , Vitória do Santa Irene
Boa Esperança 1 X 1 Santa Irene- Veteranos
Boa Esperança 4 X 1 Santa Irene - Titulares

Na Vila Nova

 Vila Nova 4 X 1 Aliados - Seniores
 Vila Nova 2 X 2 Aliados- Reservas 
 Vila Nova 7 X 0 Aliados - Veteranos 
 Vila Nova 2 X 2 Aliados - Titulares

No Morro Redondo

 Independente 2 X 4 Índio - Seniores
 Independente 0 X 1 Índio - Vitória Nos Pênaltis do Índio
 São José  1 X 1 Índio - Veteranos 
 Independente 4 X 2 Índio - Titulares

Classificados


Seniores

Índio
Vila Nova
Santa Irene
São José
Reservas

Aliados
Santa Irene
Índio
Independente
Veteranos

Índio
São José
Santa Irene
Vila Nova
Titulares

Independente
Boa Esperança
Vila Nova
Aliados



Próximos Confrontos


No Monte Bonito

Índio X São José - Seniores
Aliados X Independente - Reservas
Índio X São José - Veteranos
Aliados X Independente - Titulares


Na Vila Nova

Vila Nova X Santa Irene - Seniores
Índio X Santa Irene - Reservas
Vila Nova X Santa Irene - Veteranos
Vila Nova X Boa Esperança - Titulares

Brasil empata em 0 a 0 com o Operário/MT e decide a vaga nas quartas de final da Série D no estádio Bento Freitas


O estado do Mato Grosso tem uma grande colônia de gaúchos que foram aventurar-se no centro-oeste. E foi assim, sentindo-se em casa - com exceção do forte calor matogrossense - que o Brasil conseguiu um importante resultado na sua caminhada rumo à Série C do Campeonato Brasileiro. Jogando no estádio Presidente Eurico Gaspar Dutra, os comandados do técnico Rogério Zimmermann empataram em 0 a 0 com o Operário de Várzea Grande, na tarde deste domingo (28), em um jogo onde os gaúchos tiveram grandes oportunidades de balançar as redes. Agora, a vaga nas quartas de final da Série D será decidida no Caldeirão. No próximo sábado (4), às 20h, a Maior e Mais Fiel lotará o Bento Freitas para empurrar os guerreiros Xavantes em busca da classificação.

O Brasil não quis tomar conhecimento do Operário e partiu logo pra cima do adversário. Logo aos 2 minutos, Nena recebeu Washington e chutou sobre o gol de Igor. Aos 10, foi a vez de Alex Amado receber passe de Cirilo, dominar e bater forte, mas a bola saiu pela linha de fundo. Já as 22 foi a vez do Operário chegar ao gol do Brasil. Renan aproveitou a sobra de bola e bateu sobre o gol de Martini. O goleiro Xavante foi crucial ao defender falta cobrada por Jackson, aos 35 minutos da etapa inicial.

O segundo tempo começou com o Brasil novamente pressionando. Aos três minutos, grande jogada de Felipe Garcia. Ele entrou na área e chutou cruzado, o goleiro Igor fez grande defesa com os pés, evitando a abertura do placar. Já aos 8, Eduardo Martini foi quem fez uma grande defesa. Laionel aproveitou cruzamento da esquerda e o goleiro Xavante fez boa defesa. A torcida Xavante presente no Dutrinha ficou eufórica com a cobrança de falta de Rafael Forster, aos 18 minutos. O lateral cobrou falta frontal com muita força, a bola explodiu no travessão do Operário e quicou sobre a linha de Igor.

Em contra-ataque, aos 23, Chicão tocou para Nena, que girou e chutou para fora. Aos 30 minutos, Felipe Garcia foi derrubado na área e o árbitro da partida não marcou a clara penalidade. Cinco minutos depois, O Brasil partiu em outro contra-ataque com Chicão e Nena. Desta vez foi o atacante quem tocou para o meia, que cortou a zaga e chutou. A bola ia entrando quando a defesa do Operário salvou sobre a linha.

O seis minutos de acréscimos foram eletrizantes devido a expulsão de Wadson do Operário, depois de agredir Éder. Aos 46, Forster cobrou falta, Nena subiu alto, cabeceou e Igor fez um milagre para salvar os donos da casa. Aos 50, porém, Eduardo Martini foi quem cravou o seu nome no jogo e decretou o empate na partida. Ele fez uma defesa espetacular depois de uma cobrança frontal.

Com a igualdade no placar, o Brasil traz para o Bento Freitas a vantagem de disputar a vaga diante da Maior e Mais Fiel. Com uma vitória simples, o rubro-negro estará nas quartas de final da Série D. Por isso, a presença da torcida Xavante é fundamental para empurrar os guerreiros em busca da classificação. Todos os rubro-negros já têm compromisso para o próximo sábado (4), às 20h: é hora de estar no Caldeirão.

 FOTO: Carlos Insaurriaga / GEB

Jonathan Silva
Assessoria de Imprensa GE Brasil

Seleção Feminina é hexacampeã: 1991, 1995, 1998, 2003, 2010 e 2014


A Seleção Brasileira Feminina é hexacampeã da Copa América, tendo conquistado o título em 1991, 1995, 1998, 2003, 2010 e 2014. A única edição que o Brasil não venceu foi em 2006.
Neste ano, em 2014, foram sete confrontos. Na primeira fase, o Brasil goleou a Bolíva (6 a 0) e o Paraguai (4 a 1). Venceu o Chile por 2 a 0 e perdeu para a Argentina por 2 a 0 - única derrota. Com nove pontos avançou para a última fase. No quadrangular final, outras goleadas: 4 a 0 sobre o Equador; 6 a 0 em cima da Argentina. Na última rodada, na final contra a Colômbia, houve empate de 0 a 0.
Cristiane é a artilheira deste ano com seis gols e a Seleção Brasileira foi a equipe que mais marcou gols na competição: 22 no total; contra apenas três sofridos.
Na primeira edição, em 1991, em Maringá, era apenas um grupo com Brasil, Venezuela e Chile. A Seleção goleou as duas equipes: 6 a 1 contra o Chile e 6 a 0 contra a Venezuela. Com os resultados, sagrou-se campeão.
Em 1995, a competição, realizada em Uberlândia, tinha apenas um grupo: Brasil, Argentina, Chile, Equador e Bolívia. A Seleção goleou o Equador por 13 a 0; 6 a 1 contra o Chile; 8 a 0 contra a Argentina; e 15 a 0 contra a Bolívia. O Brasil ficou em primeiro lugar, com 12 pontos, e a Argentina em segundo, com nove. As duas equipes então se enfrentaram na grande final: 2 a 0 para a Seleção Brasileira. Sissi foi a artilheira com 12 gols.
Em 1998, em Mar del Plata, na Argentina, o torneio já era disputado nos mesmos moldes de hoje, com dois grupos. Naquele ano, o Brasil ficou no Grupo A, com Peru (15 a 0), Colômbia (12 a 1), Chile (7 a 0) e Venezuela (14 a 0). Brasil e Peru passaram para as semifinais no Grupo A e Argentina e Equador, no Grupo B. A Seleção Brasileira goleou o Equador por 11 a 1; e decidiu o título mais uma vez com a Argentina: 7 a 1 e o tricampeonato. Roseli foi a artilheira com 16 gols.
Em 2003, em Lima, no Peru, o Brasil, por ter sido campeão em 1998, iniciou a disputa já na fase final. Argentina, Colômbia e Peru completavam o grupo da etapa final. No primeiro jogo, 3 a 2 contra as hermanas; depois, 3 a 0 em cima das peruanas; e por fim, 12 a 0 contra a Colômbia. Com três vitórias, a Seleção ficou com nove pontos; 18 gols marcados e dois sofridos; e mais um título sul-americano.
Em 2006, pela primeira vez, a Seleção Brasileira não conquistou o título, mas teve o melhor ataque (18 gols) e a artilheira da competição: Cristiane, com 12 gols. No torneio, em Mar del Plata, o Brasil estava no Grupo B, com Paraguai (4 a 1), Venezuela (6 a 0), Peru (2 a 0) e Bolívia (6 a 1). Na fase final, goleou o Uruguai e o Paraguai por 6 a 0, mas, na última rodada, perdeu para a Argentina por 2 a 0 e ficou em segundo lugar.
Em 2010, no Equador, a Seleção Brasileira ficou em primeiro lugar do Grupo B, com 12 pontos: Colômbia (2 a 1), Paraguai (3 a 0), Venezuela (4 a 0) e Uruguai (4 a 0). Na etapa final, goleou a Argentina por 4 a 0; goleou a Colômbia por 5 a 0; venceu o Chile por 3 a 1 e ficou mais uma vez com o título. Marta foi a artilheira com nove gols e o Brasil teve a melhor defesa, tendo sofrido apenas um gol.

Assessoria CBF
Select Menu